Atenção!
O Internet Explorer não suporta a nova versão do nosso site, atualize seu navegador para o Microsoft Edge, Google Chrome ou Mozilla FireFox e continue navegando.

Com tamanho maior, formato mais alongado e casca amarela e mais grossa em comparação ao limão taiti, o limão-siciliano (também conhecido como “limão verdadeiro”) concentra menos suco e é muito mais aromático – por isso, é tão comum ver muitos pratos salgados que usam apenas as raspas da fruta, não com o objetivo de ter um sabor marcante, mas só um perfume de limão. Além disso, tem sabor menos ácido. No embate por visibilidade, o taiti sai na frente apenas porque o siciliano não é tão simples de encontrar (embora isso esteja mudando), uma vez que seu cultivo e consumo ocorre, sobretudo, na Europa e nos Estados Unidos.

Acredita-se que o limão-siciliano seja originário da Ásia (Índia, Birmânia e China), ainda que seu nome seja uma clara referência à Sicília, região da Itália que se tornou líder na produção da fruta. Foram os persas os responsáveis por disseminar o limão-siciliano pela Europa, por volta do século 11.

 

Mesmo não sendo a terra-natal desse limão, o país da bota e os povos do Mediterrâneo, em geral, sabem aproveitálo como poucos. Essa variedade, cada vez mais presente na culinária brasileira, harmoniza bem com frango, peixes e carnes. Também é possível usá-la na preparação de molhos, risotos e em receitas doces, a exemplo do tradicional brigadeiro, que ganhou uma versão irresistível de limão-siciliano. Para temperar salada e fazer sucos e drinks, contudo, o taiti continua sendo o mais indicado.

Também serve como base para perfumes e produtos de beleza. Da casca, é possível extrair seu óleo essencial, que possui propriedades antissépticas e antioxidantes. Esse óleo pode ser usado tanto para fins cosméticos como farmacêuticos. E, do ponto de vista nutricional, assim como o taiti, é rico em vitamina C, conhecida parceira do sistema imunológico, e ainda esbanja antioxidantes, que colaboram para a prevenção do envelhecimento precoce.

Brigadeiro de limão-siciliano
Pelo chef Flavio Frederico

Ingredientes:
1 lata de leite condensado
1/2 xícara (chá) de creme de leite com soro
1 colher (sopa) cheia de manteiga sem sal
1 colher (sobremesa) de glucose de milho branca
1 colher (sobremesa) de mel
¼ de xícara (chá) de gotas de chocolate branco
Raspas de 1 limão-siciliano
Gotas de limão-siciliano
Óleo para untar
Açúcar misturado com raspas de limão-siciliano para envolver

 

Modo de preparo:
Misture os sete primeiros ingredientes em uma panela e leve ao fogo baixo, mexendo sempre, por 25 minutos ou até engrossar. Fora do fogo, incorpore gotas de limão a gosto e transfira para um prato. Cubra com filme plástico e deixe esfriar em temperatura ambiente. Com as mãos untadas em óleo, modele os brigadeiros (20 g cada), envolva na mistura de açúcar com raspas de limão e acomode em forminhas.